Sábado, 24 de Novembro de 2012
Agumentação versus demonstração

 Argumentação Versus Demonstração 

 

 

 

 

        "A prova demonstrativa diz respeito à verdade de uma conclusão ou, pelo menos, à sua relação necessária com as premissas. Em princípio, a lógica formal não se ocupa da adesão de qualquer coisa à verdade das proposições em vista. A prova é impessoal e a sua validade não depende em nada da opinião...Em contrapartida a argumentação é pessoal; dirige-se a indivíduos em relação aos quais ela se esforça por obter a adesão, a qual é susceptível de ter uma intensidade variável. Enquanto um sistema dedutivo se apresenta como isolado de todo o contexto, uma argumentação é necessariamente situada. Para ser eficaz, esta exige um contacto entre sujeitos. É necessário que o orador queira exercer mediante o seu discurso uma acção sobre o auditório, isto é o conjunto daqueles que se propõe influenciar. Por outro lado, é necessário que os auditores estejam dispostos a escutar...Não se pode persuadir um auditório senão tendo em conta as suas reacções de modo a adaptar o seu discurso a estas reacções. Toda a argumentação visa a adesão do auditório. As razões para admitir ou rejeitar uma tese podem ser diversas. (...)

                                                                                                      Chaïm Perelman 

 

Tarefa Proposta: Explique algumas das razões que podem levar um auditor a rejeitar uma tese.

 



publicado por Branca Cerqueira às 15:30
link do post | comentar | favorito
|

2 comentários:
De Ruben a 10 de Outubro de 2009 às 22:19
Acho que este tipo de textos são bons para aqueles alunos que não percebem nada de filosofia, como eu.... Simples e eficaz


De Sérgio Gama a 28 de Janeiro de 2010 às 23:03
Respondendo á tarefa proposta.
Acho que se os argumentos dessa tese, não forem suficientemente fortes, nem moralmente válidos e as suas premissas forem falsas e não corresponderem a conclusao, o auditório pode aí discordar dessa tese.


Comentar post

mais sobre mim
pesquisar
 
Novembro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
22
23

25
26
27
28
29
30


posts recentes

O Ethos, o Pathos e o Log...

Agumentação versus demons...

Argumentação e Retórica

Especificidade da Filosof...

Do "filosofar espontâneo"...

A Utilidade Da Filosofia ...

Livros Recomendados Para ...

O que constitui uma boa a...

As condicionantes da Acçã...

As condicionantes da Acç...

arquivos

Novembro 2012

Junho 2011

Janeiro 2011

Fevereiro 2010

Outubro 2008

Novembro 2007

Outubro 2007

Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds